Em primeiro duelo pela Libertadores, dupla Gre-Nal faz clássico para a história.

Foto: Fabiano do Amaral

Um dos maiores clássicos do mundo na principal competição do futebol sul-americano. O Gre-Nal, que chega ao número 424, viverá nesta quinta-feira algo inédito em sua história centenária. Pela primeiro vez, Grêmio e Inter se enfrentam na Libertadores da América. O confronto está marcado para às 21h, na Arena e vale a liderança do Grupo E. As duas torcidas ansiavam por esse jogo que vai parar o Rio Grande do Sul.

Nos últimos anos, nenhum clássico gerou tanta expectativa. Mais do que isso, Grêmio e Inter não chegavam a um Gre-Nal em momentos tão parecidos. Ou seja, a promessa é de um confronto equilibrado na Arena. Renato Portaluppi e Eduardo Coudet são treinadores que prezam pelo o jogo ofensivo. O Tricolor com uma característica de posse de bola e proposição do jogo. O Colorado em um novo estilo de muita intensidade, marcação alta e busca incessante pelo gol. Ambos venceram em suas estreias na Libertadores.

“É um privilégio poder jogar este Gre-Nal, ainda mais por ser algo inédito, pela Libertadores, tem um peso maior. Vamos tentar fazer valer o fator casa. Na Arena somos muito fortes”, diz o atacante Everton. “A gente sabe que Gre-Nal é diferente, mas esse é o mais diferenciado. Estamos bastante concentrados e vamos em busca de fazer um grande jogo”, completa o Cebolinha.

A semana de preparação para o clássico incluiu um estudo sobre o adversário, que ao contrário de anos recentes mudou sua forma de jogar. “Faz parte do trabalho o estudo do adversário, dos enfrentamentos individuais, os pontos fortes e fracos da outra equipe. O clássico não tem favorito, o adversário vem numa crescente muito boa, mudou seu estilo e tem adotado uma postura muito ofensiva”, encerrou o atacante gremista.

Coudet, por sua vez, usa o mistério e a indefinição a seu favor. Evitou dar pistas sobre seus planos sobre a formação da equipe, mas não escondeu sua pretensão sobre a postura do time na Arena. “Queremos ganhar em casa e fora. Por isso, tentamos jogar em casa e fora com a mesma ideia. Os campos têm a mesma medida e são 11 contra 11. Só o que muda é o entorno”, resume o técnico. Ele garante que tirou “as lições” da derrota em casa em seu primeiro Gre-Nal.

Libertadores 2020 – Grupo E 

Grêmio

Vanderlei; Victor Ferraz, Pedro Geromel, David Braz e Caio Henrique; Lucas Silva, Matheus Henrique, Maicon, Alisson e Everton; Diego Souza. Técnico: Renato Portaluppi

Inter

Marcelo Lomba; Rodinei (Renzo Saravia), Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Uendel; Musto, Edenilson, M. Guilherme e Boschilia; T. Galhardo e Paolo Guerrero. Técnico: Eduardo Coudet

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 12/03, às 21h

Notícias Relacionadas

Polícia Civil apreende drogas, balança e máscara em residência.

FAN FM

Alguns Professores da UNISC usam redes sociais para discurso de ódio e morte de Bolsonaro!

FAN FM

Enchentes deixam mais de 340 pessoas fora de casa no Rio Grande do Sul

FAN FM