PORQUE TAMBÉM SOMOS MÃES! / Lidiane Oliveira

Acredito que não exista neste mundo uma dor maior do que a que uma mãe sente quando perde um filho. Ainda antes de nascer, ele já fazia parte da sua vida, dos seus planos.

E de repente as coisas acontecem sem explicação, a tragédia bate a sua porta sem pedir, simplesmente invade sem dó, sem piedade, deixando estragos eternos, corações dilacerados, traumas eternos, dores sufocantes, de tão intensas que chegam a ser físicas.

Uma mãe chorar pelo adeus do seu filho que partiu cedo demais é um massacre para qualquer coração é ter um vazio e uma saudade que jamais terá fim.

No entanto não deixamos de sermos mães, nossos filhos não estão mais presentes, mas a maternidade está, e sempre estará.

Cuidem o que falam, as vezes é melhor o silêncio do que palavras ditas de maneira errada. Não julguem, demonstram afeto, empatia.

Somos  fortes e corajosas, por isso lutaremos e nos manteremos fortes, vivas e honraremos nossos filhos que estarão sempre vivos dentro de nós FELIZ DIA DAS MÃES!

Notícias Relacionadas

Câmara: audiência debaterá orçamento

redefan

Novembro Azul / Prevenção e tratamento / Realização: Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul

redefan

Câmara presta homenagem em Sessão Solene do Dia da Consciência Negra.

redefan