Smic liberou 619 alvarás em cinco meses

A Secretaria Municipal de Indústria e Comércio (Smic) de Cachoeira do Sul liberou 619 alvarás nos cinco primeiros meses deste o início do ano. Uma média de 124 alvarás por mês.

No mesmo período de 2020 foram emitidos 344 alvarás. Desta forma, houve um crescimento foi de 79% com relação ao ano anterior.

O aumento do número de alvarás se deu principalmente devido a nova Lei Municipal 4.725/21, publicada em fevereiro deste ano, que trata da concessão de alvará provisório para estabelecimentos localizados no Município.

A nova legislação permite alvarás provisórios de edificações com grau de risco baixo e para estabelecimentos que realizem atividades ou prestem serviços de caráter essencial, que ganham validade por até 360 dias.

Para liberação do alvará, o interessado deve ir até a Smic e preencher termos de Compromisso Ambiental e de Autodeclaração e uma Declaração de Ciência e Responsabilidade. De posse destes documentos, o interessado irá até o Protocolo da Prefeitura e, na sequência, à Secretaria da Fazenda que fará a emissão da guia. Com o pagamento da guia, o alvará provisório já pode ser emitido.

Controle da entrega da documentação

A Smic está responsável pelo controle da entrega da documentação posterior à liberação do alvará provisório. O protocolo de PPCI nos Bombeiros deve ser apresentado em até 30 dias. Já o protocolo da Vigilância Sanitária pode ser apresentado em até 90 dias. Para o Termo de Compromisso Ambiental, os prazos mudam conforme o grau de risco de cada atividade, podendo ser de 60, 90 ou 120 dias.

Antes da modificação da Lei, os empreendedores precisam apresentar toda a documentação descrita no momento da solicitação do alvará, o que acabava levando bastante tempo ou causando a desistência da regulamentação.

Notícias Relacionadas

Vereador Magaiver pede por manutenção de decreto que proíbe o corte do abastecimento de água!

redefan

Expointer 2021 ocorrerá entre 4 e 12 de setembro / Coluna do PAPAPA

redefan

Prefeito autoriza a abertura da licitação para a compra do castramóvel

redefan