Jovem é agredida após reagir a assédio na Oktober

“Eu me senti um lixo”, resume uma jovem santa-cruzense que foi agredida depois de recusar as investidas de um desconhecido na Oktoberfest. O caso aconteceu na madrugada dessa quinta-feira, 10, quando Mariana da Silva Bernardes, de 19 anos, saía do Parque, por volta das 2h30. “Estávamos saindo, minha amiga e o namorado dela, quando ele [o agressor] começou com umas brincadeiras. Quando eu disse ‘eu não quero’, ele me deu um soco na boca e me derrubou”, contou a jovem.

Ela relatou que ele ainda a seguiu no caminho de casa e a ameaçou de morte, até que ela encontrasse uma guarnição da Brigada Militar e pedisse ajuda. “Eu tenho medo, porque ontem fui eu, mas hoje pode ser outra pessoa. Ele não tinha o direito de bater em uma mulher porque ela não quis ficar com ele.”

A jovem registrou o caso na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) e espera incentivar outras mulheres a denunciarem casos de agressão e violência. “Às mulheres que têm medo, eu digo: temos que denunciar. Eu quero que ele pague pelo que fez, não que seja preso e saia daqui dois meses”, desabafou a jovem. Em uma publicação no Facebook onde relatou o caso, ela recebeu apoio de amigos. O post teve cerca de 100 compartilhamentos até as 16 horas desta sexta.

Por: Portal GAZ

Notícias Relacionadas

Começa nesta terça a montagens dos kits de alimentação para alunos da rede municipal

redefan

Fiocruz deve entregar mais cinco milhões de vacinas nesta semana!

redefan

NOVO CABRAIS ABRE PROCESSO SELETIVO!

redefan