Como funcionará o financiamento de internet para alunos e professores da rede pública do RS

Após 74 dias de suspensão devido à pandemia, o ensino regular da rede pública do Estado pôde retornar suas atividades escolares a partir da última segunda-feira, 1º de junho. Mas com um detalhe: as aulas passam a ser remotas, pela internet. Um novo modelo, já bem comum no ensino privado, mas que expõe desafios bem complexos impulsionados pela desigualdade social pertinente no Rio Grande do Sul.  

Para contornar as dificuldades de conexão, a Assembleia Legislativa propôs contribuir com R$ 5,4 milhões para que a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) garanta a oferta de capacidade extra para smartphones cadastrados de até 900 mil alunos e professores.

Notícias Relacionadas

Contas das multas do COVID não fecham e Trojahn cita CPI na prefeitura!

redefan

Se a maioria dos vereadores cobra a saúde, algo está errado!

redefan

Nova loja da Panvel traz agilidade, qualidade e conforto para os Cachoeirenses.

redefan