Será obrigatório a volta das aulas presenciais?

Sindicato do Ensino Privado (SINEPE), leva pedido ao Executivo para retomada obrigatória do ensino tradicional nas escolas

De acordo com o governo do Rio Grande do Sul, a medida é estudada pelo Gabinete de Crise do Palácio Piratini, que definirá a questão nesta quinta-feira, 04. Para o presidente do SINEPE, Bruno Eizerik, as instituições já implementam protocolos sanitários e o ambiente escolar é seguro. Sendo assim, conclui que “não é mais importante a família decidir”. Afirma que a continuidade do ensino remoto, causará prejuízos e transtornos aos alunos pela falta de convivência.

O modelo sugerido teria o retorno de 100% dos alunos, porém com os cuidados básicos de prevenção ao Coronavírus, como distanciamento entre os estudantes. Escolas particulares comportam espaço para cumprir as medidas de distanciamento com o quadro completo de alunos. As públicas também?

O Sindicato dos Professores do Ensino Privado do Estado (Sinpro-RS), reconhece os diversos pontos de vista da questão em análise. Porém, considera um excesso do governo forçar este retorno, pois cabe a família decidir.

Para o Sindicato dos Professores, o Cpers, é arriscado retornar às aulas presenciais antes da população ser vacinada. Inclusive orientam os pais que são contra a volta presencial, a acionarem a Justiça para garantir o estudo em casa. O sindicato acredita que o governo deve melhorar as condições para que o ensino remoto se mantenha até a imunização.

Caso a decisão do Gabinete de Crise seja favorável a obrigatoriedade da volta presencial das aulas, os pais e responsáveis, devem estar atentos ao artigo 246 do Código Penal, que estabelece pena para o delito de abandono intelectual, para quem não matricular ou manter a frequência da criança na escola. A detenção é de 15 dias à 1 mês ou multa. Segundo a Secretaria da Educação, a retomada das aulas na rede pública ocorrerá no dia 08 de março. Seu filho irá?

Créditos: Gaúcha ZH/ Educa mais Brasil

Notícias Relacionadas

Novembro Azul / Prevenção e tratamento / Realização: Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul

redefan

Câmara presta homenagem em Sessão Solene do Dia da Consciência Negra.

redefan

Filho de Marília Mendonça ainda não sabe da morte da mãe: ‘Para ele, ela foi trabalhar’

redefan