Com redução do preço da carne, prévia da inflação de janeiro fica em 0,71%

A prévia da inflação oficial ficou em 0,71% em janeiro, após registrar alta de 1,05% em dezembro. Esse é o maior resultado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) para janeiro desde 2016, quando o índice ficou em 0,92%.

Em 12 meses, o indicador acumula elevação de 4,34%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

De acordo com o Instituto, a desacelaração do preço das carnes contribuiu para a relativa estabilização da inflação no período. O alimento passou de uma alta de 17,71% em dezembro para 4,83% em janeiro, exercendo ainda a maior contribuição individual no IPCA-15, com 0,15 ponto percentual (p.p.). 

Ainda no setor de alimentos, as frutas registraram alta de 3,98% e o frango, 4,96%. A cebola, insumo que registra grande variação, teve baixa de 5,43% no seu preço.

O grupo transportes registrou aumento de 0,92%, impactado pela gasolina, que continuou subindo em janeiro (2,64%) e contribuiu com o segundo maior impacto individual no índice (0,11 p.p). Todas as regiões pesquisadas registraram alta no combustível.

Notícias Relacionadas

Se a maioria dos vereadores cobra a saúde, algo está errado!

redefan

Nova loja da Panvel traz agilidade, qualidade e conforto para os Cachoeirenses.

redefan

Saúde leva o combate à dengue às escolas

redefan