Com redução do preço da carne, prévia da inflação de janeiro fica em 0,71%

A prévia da inflação oficial ficou em 0,71% em janeiro, após registrar alta de 1,05% em dezembro. Esse é o maior resultado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) para janeiro desde 2016, quando o índice ficou em 0,92%.

Em 12 meses, o indicador acumula elevação de 4,34%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

De acordo com o Instituto, a desacelaração do preço das carnes contribuiu para a relativa estabilização da inflação no período. O alimento passou de uma alta de 17,71% em dezembro para 4,83% em janeiro, exercendo ainda a maior contribuição individual no IPCA-15, com 0,15 ponto percentual (p.p.). 

Ainda no setor de alimentos, as frutas registraram alta de 3,98% e o frango, 4,96%. A cebola, insumo que registra grande variação, teve baixa de 5,43% no seu preço.

O grupo transportes registrou aumento de 0,92%, impactado pela gasolina, que continuou subindo em janeiro (2,64%) e contribuiu com o segundo maior impacto individual no índice (0,11 p.p). Todas as regiões pesquisadas registraram alta no combustível.

Notícias Relacionadas

Massa de ar polar chega ao país com possibilidade de neve no RS.

redefan

HOJE NA HISTÓRIA / Nasce Slash, guitarrista da banda Guns N’ Roses

redefan

Morre mulher que ficou submersa no desabamento do deck em Porto Alegre.

redefan